Home Dia a dia Casa e Jardim Receitas Viagens Meus trabalhos Loja Online Fan Page Instagram Google+ Início Image Map

25 de fevereiro de 2013

Saudade...

Dia 10 de março completará três meses sem o homem que eu tanto amei e que mais me amou: meu pai.
A saudade é a pior dor do mundo quando não dá pra acabar com ela.
Ainda é estranho pra mim fazer um almoço diferente e não pensar em convidá-lo.
Querer passar na casa dele e saber que ele já não está mais lá...
Lembrar de como ele segurava a mim e a minha irmã no colo como se fôssemos um troféu. E éramos! Os dois únicos motivos que ele teve na vida para sorrir.
Ah saudade, se você fosse capaz de trazê-lo de volta...

Como dói...

Acabei de ler uma mensagem enviada pela minha irmã. Faço minhas as palavras dela:

"Hoje andei pensando como é importante pra nossa vida adulta os valores que nossos pais nos dão durante a vida. Em cada decisão que tomo, penso involuntariamente se não desapontaria eles.

A dor de perder meu pai ainda é grande, a saudade também, mas é reconfortante saber que fomos o sonho de vida dele, e podemos dizer que não o decepcionamos em nada. Que apesar de tantos problemas, nunca o envergonhamos e desrespeitamos. Apesar da saudade, consigo ficar feliz em lembrar o quanto ele tinha orgulho das mulheres que nos tornamos :-)

Te amo irmã Giselle Moura!"
Graziela.  (Minha irmã)

Sem mais,
Giselle.
Comentários
4 Comentários

4 comentários:

Kaká Gualberto disse...

Gi não tenho palavras para te consolar, pois não sei o que é a dor de perder um pai. Mas saiba que Deus escolhe os bons, e certamente seu pai está bem. "O que se leva dessa vida é a vida que a gente leva", e se vocês foram motivo de orgulho para seu pai, tenha certeza que os dias dele aqui na terra foram cheios de recompensa!!
Beijos e fique bem minha linda!!

Giselle disse...

Obrigada, kaká. Bjos

Grazi disse...

Ai ai irmã...chorei...
Um beijo.

Giselle disse...

Sei disso...
Bjos.